Notícias da Semana: Google Stadia, lookalike audiences no LinkedIn e WhatsApp Business para iOS

O primeiro trimestre está quase acabando, e você deve estar correndo atrás das suas metas. Mesmo assim, tirou um tempinho e clicou neste post para se informar. Pode ser também que já tenha detonado as suas metas, então está na tranquilidade e curtindo a overdose de informações que apenas o mundo maravilhoso da internet pode oferecer.

hackes

Qualquer que seja a sua realidade, agradeço pela leitura. Espero que as notícias que vamos oferecer nesse resumão agreguem e, ao mesmo tempo, entretam. O foco, como sempre, é em tecnologia e Marketing Digital! Vamos lá?

Lookalike audiences no LinkedIn

Muita gente tem reclamado que “o LinkedIn está virando o Facebook”. Pelo jeito, a rede social profissional (é PROFISSIONAL, viu?) ouviu o público. Agora, anunciantes poderão construir lookalike audiences, um modelo de criação de audiência muito querido no Facebook.

Se você ainda não conhece, trata-se do seguinte: você pode subir uma determinada lista de segmentação para a ferramenta de anúncios. Ela analisa e sugere perfis de usuários da rede social que têm características semelhantes, para que você direcione seus ads.

Dessa forma, a probabilidade de que seus anúncios gerem Leads mais qualificados aumenta. O LinkedIn afirma que as empresas que participaram dos testes da nova ferramenta aumentaram o alcance de suas campanhas entre 5 e 10 vezes.

Outras novidades do LinkedIn

Além das lookalike audiences, o LinkedIn divulgou outras duas novidades. A primeira delas dá uma força para quem está começando a anunciar: são templates de 20 tipos de audiência B2B para você direcionar seus ads. A outra é a adição de pesquisas no irmão Bing (ambos são da Microsoft) aos anúncios direcionados a interesses de usuários.

Links relacionados:

WhatsApp Business está chegando ao iOS

Essa notícias ainda não é bem oficial, porque não houve confirmação do WhatsApp, mas é fato que a versão Business do aplicativo está finalmente chegando ao iOS. Os usuários de iPhone estão chupando o dedo há mais de um ano, quando foi lançado para Android.

Uma versão beta já havia aparecido em fevereiro, mas agora usuários da Apple Store de alguns países — incluindo, supostamente, o Brasil — já estão vendo o app para download. Porém, não é para todo mundo, ainda. Veja alguns prints nesta thread no @WABetaInfo:

Se você usa iPhone e já visualizou o WhatsApp Business na Apple Store, deixe um print ali nos comentários. Enquanto isso, dê uma lida neste post do WABetaInfo para ir se familiarizando com o futuro lançamento.

Links relacionados:

Google Stadia, o novo melhor amigo do YouTube

A semana que passou marcou, também, a entrada do Google no multi bilionário mundo dos games. A companhia anunciou o lançamento do Stadia, uma plataforma de jogos na nuvem. Isso mesmo, sem console, só conectando na internet, o que abre muitas possibilidades.

google stadia

Não, isso não quer dizer que você deva jogar no trabalho, como o Stan. Pode dar problema, por favor ignore o GIF. Além disso, o Google também mostrou um controle bonitão, que parece uma mistura dos joysticks do PS4 e Xbox, então mouse e teclado não serão usados.

A ideia foi apresentada por alguns sites como o “Netflix dos games”, um movimento que em breve será seguido pelos concorrentes como a Sony e a Microsoft. Por enquanto, porém, foi apresentado apenas um jogo, Doom Eternal, mas foram prometidos 100 jogos em breve.

A questão da velocidade de internet exigida também levantou muitos questionamentos. Se em filmes pode rolar uma travadinha ou outra que não há grandes consequências, algo como apertar um botão e o chute ou tiro não sair é inaceitável para os gamers.

Como resposta, o Google apresentou uma parceria com a AMD para o desenvolvimento de chips próprios super poderosos. A empresa falou, ainda, que uma conexão de 30 Mbps daria conta de jogos 4K a 60 fps. A previsão inicial de lançamento é para Estados Unidos, Canadá e Europa, então não precisa ir correndo contratar mais banda com seu provedor.

O que o YouTube tem a ver com isso?

Que o Google não dá ponto sem nó e quer dominar o mundo — ou ao menos dividi-lo com Facebook, Amazon, Microsoft e outros menos cotados — você já sabe. Muita gente vê nesse movimento em direção aos games uma relação direta com o YouTube, a plataforma de vídeos mais popular do mundo, que, por acaso, também é do Google.

São várias as conexões, inclusive literalmente, como o YouTube. Ao assistir um vídeo de um criador de conteúdo, o usuário vai poder clicar em um botão “Play now” e automaticamente começar a jogar. Esses streamers, aliás, poderão criar salas em que reúnem outros jogadores que desejem enfrentá-los.

Além disso, o controle terá um botão dedicado à captura de imagens e, consequentemente, rápido compartilhamento do game via YouTube. O que explica isso? O Google diz que 200 milhões de pessoas assistem a conteúdo de games na plataforma de vídeo diariamente. Em 2018, isso levou a 500 bilhões de horas. É muito interesse para ser desperdiçado, não é?

Para se aprofundar nessa relação Google Stadia e YouTube, sugiro um artigo bem legal do The Verge. Ele cita outro detalhe: o Google não é muito bom em se relacionar com outras gigantes da tecnologia. Falando nisso, por enquanto o único browser que vai permitir o uso do Stadia é o Chrome, é claro.

queen of everything

Tudo pronto para a Semana de Otimização de Conversão da Resultados Digitais

Os últimos detalhes da Semana de Otimização da Conversão foram acertados, e agora é só se inscrever e assistir. Ela tem um objetivo muito claro: aumentar o faturamento da sua empresa sem aumentar os custos, usando estratégias de CRO.

Parece uma boa ideia, né? Ela fica melhor ainda quando você se dá conta que são 5 webinars ao vivo com os maiores especialistas do Brasil no tema. E fica completamente sensacional quando você descobre que é gratuita! É só preencher os dados abaixo.

Extraido de Notícias da Semana: Google Stadia, lookalike audiences no LinkedIn e WhatsApp Business para iOS

Silvio Girotto

Amante de redes sociais, comunicadores instantãneos e de Marketing Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *