Com Tatá Werneck, Uber reforça campanha sobre segurança de mulheres no app

A Uber convidou Tatá Werneck para reforçar as instruções de segurança do app. O objetivo é chamar a atenção de motoristas e passageiros e dar dicas de como deixar as viagens mais seguras.

Entre as dicas mostradas está a proibição do contato físico e de comentários constrangedores, além da disponibilidade de recursos como o compartilhamento da localização exata do carro.

Em novembro do ano passado, a empresa assumiu publicamente um compromisso com a segurança das brasileiras. Desde então a Uber conta com a colaboração de 10 instituições especialistas no combate à violência contra as mulheres, que ajudam a melhorar a tecnologia e o atendimento da empresa.

As organizações são: Instituto Maria da PenhaAssociação Mulheres pela PazAzMinaRede Feminista de Juristas (deFEMde)Força MeninasFórum Brasileiro de Segurança PúblicaInstituto IgarapéInstituto Patrícia GalvãoInstituto Promundo e Plan International Brasil.

Para reforçar a segurança, algumas dicas são:

  • Sempre verifique as informações da sua viagem antes de embarcar: confira se a cor, a placa, o modelo do carro e a foto do motorista são as mesmas mostradas no app. Motoristas também devem checar se o nome do passageiro condiz com quem vai embarcar. Se a informação for diferente, ambos devem cancelar a viagem e avisar a Uber pelo app.
  • Compartilhe seu trajeto: a partir do momento em que você pede um carro, você pode compartilhar sua localização e outras informações de percurso com até cinco telefones pré-cadastrados nos seus Contatos de Confiança. Basta clicar no ícone de segurança que aparece no mapa, no formato de um escudo. Além disso, você sempre pode compartilhar suas viagens com qualquer contato clicando em “compartilhar status da viagem”. Todas as viagens da Uber são registradas pelo GPS.
  • É proibido tocar: para os motoristas parceiros, as mãos devem estar sempre no volante. Não há motivos para encostar em uma passageira. O mesmo também vale para os usuários: encostar na motorista é proibido. O contato físico está proibido na Uber e pode implicar no cancelamento da conta.
  • Evite encarar: motoristas parceiros não devem usar o retrovisor do carro para encarar as usuárias, assim como os usuários devem evitar olhares insistentes e invasivos. Qualquer uma dessas atitudes é assédio e pode implicar no cancelamento da conta.
  • Cuidado com a conversa: bater um papo durante a viagem é ótimo, mas há perguntas que podem incomodar. Não procure saber detalhes íntimos, o estado civil ou convidar para um drinque. Evite qualquer forma de cantada e comentários sobre gênero ou orientação sexual.
  • Em caso de perigo, chame a polícia: se durante uma viagem você se sentir em uma situação de perigo, use o atalho do app para telefonar para o 190.

Extraido de Com Tatá Werneck, Uber reforça campanha sobre segurança de mulheres no app

Silvio Girotto

Amante de redes sociais, comunicadores instantãneos e de Marketing Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *